Total de visualizações de página

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

JANOT E O RELATÓRIO MARUN












                                     

                         


                           O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) despregou um ato que talvez revolucione tudo o que se vem praticando no Brasil em termos de investigação e justiça. Ninguém está acima da lei. O judiciário,  como um dos três poderes da república,  é o menos transparente e menos democrático. Da mesma maneira são o Ministério Público e as Polícias. Assim três perguntas devem ser respondias por todos os cidadãos, inclusive os investigados.
                           Quem investiga os magistrados? Quem investiga o Ministério Público? Quem investiga as Polícias? 
                             Está claro que os magistrados não têm isenção para julgar seus pares, tampouco o têm os membros do Ministério público para investigar seus colegas e muito menos as Polícias para investigar seus policiais.
                              E o que resta de tudo isto? Que policiais, membros do ministério público e da magistratura nunca são investigados com isenção e pior ainda julgados, resultando daí que tanto um magistrado, um promotor/procurador, como um policial que nos investiga e nos julgam podem ser autênticos tiros surdo.
                                  Daí a importância do relatório Marun para abrir a caixa preta destes órgãos. Se quem não deve não teme, Janot não tem tem a nada a temer, mesmo que isto seja uma retaliação. 
                                      Alíás é um direito de quem é investigado ou julgado saber da isenção de seus investigadores e julgadores.
                           

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

SEJA UM CORRUPTO LEGAL












                                                 
                                                 "Paga-se bem a quem delatar um corrupto no esquema Petrobrás".
                                    Você ganha se corrompendo, mas não é preso por isto, nem responderá a processo. 
                                      Seja você mais um corrupto legal. 

E GILMAR TEM RAZÃO







                                              Hoje, uma grande parte da sociedade brasileira, autora de pequenos crimes não investigados e muito menos denunciados, com certeza atinge a números superiores ao dos crimes praticados pelos 726 mil presos que se encontram hoje nas cadeiras públicas, (Neste número não estão inclusos os que estão presos, sem nenhum crime, ou por crimes ainda a ser apurados) quer que estes presos apodreçam na cadeia, quando não quer pura e simplesmente que eles sejam torturados e mortos. E o pior que esta sociedade que pensa assim se diz  religiosos das diversas denominações. Parece que estas religiões passaram a pregar o ódio. Ninguém para pensar que ele pode ser este preso um dia. Ninguém para pensar que porquê um juiz, que hoje domina a cena política, leva tanto tempo a condenar um acusado. Ninguém para pensar porquê um juiz que ganha rios de dinheiro, dá preferência a condenar uns e deixar outros a levar sua vida de crimes impunes, leves e soltos. Questões como estas é que deverão ser postas à sociedade. O Ministro Gilmar Mendes tem razão, em soltar pessoas, que à luz do direito, estão presas, ilegalmente. O que o ministro falha e aí com razão, porque senão seria trucidado, é não apontar quais são os verdadeiros responsáveis por este estado de coisas. Não há falta de cadeias no país, há falta de justiça: Quanto à sanha da sociedade há se buscar suas razões na pregação da moral, ultrapassada ao invés da pregação do amor e da fé. 

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

SOMOS TODOS AL RAUDA?



                         

                                      Al Rauda você sabe  o que é isto? Você sabe onde fica Bir-al-Abed? Não? Você quantas pessoas morreram no atentado terrorista? Não? Mas acredita que você até hoje chora morte de pessoas em Paris, em Londres e nos Estados Unidos. Você sabe por quê? Não?
                        A mídia do grande capital esconde estes atos. Não foi gente que morreu, foram porcos. 
                         Nenhuma indignação, nenhuma expressão de raiva? Nenhum ato de condolências, neca de flores.
                           Aí você apoia o terrorismo, não é? 

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

CAETANO CAI













                                                     Caetano começou a cair quando começou a dirigir críticas contundentes contra o PT ainda em seu primeiro governo. A partir daquele momento, se percebia que alguns estavam esquecendo a esquerda para ficar só no caviar. 
                                       Hoje, quando vemos vemos Caetano gaguejar, mais do que o faz normalmente, e não conseguir dizer que foi objeto de censura, a gente chega à conclusão de que realmente o vil metal muda as pessoas, mesmo que elas tentem esconder esta mudança. Quem vê o Caetano dando entrevista sobre a censura sofrida têm-se a impressão de que se está diante de uma criança que não sabe dizer o que está sentindo depois de uma chicotada dos pais. A direita tem seus censores e estes já estão introjetados na cabeças das pessoas. 

TORQUATO JARDIM













                                      O ministro Torquato Jardim vai ser logo exonerado, ou convidado, gentilmente, a se retirar. Quantos dias durará? A bolsa de apostas está aberta. Quem apostará? 

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

A RAÇÃO DO DÓRIA






 






                                                      Ser de esquerda já é um estigma. Imagine ser esquerdista e maniqueísta! Definitivamente, não sou maniqueísta. 
                Sempre combati o desperdício e defendi o reaproveitamento de alimentos, seja de sobras que serão jogadas no lixo, como os que estão com data de validade prestes a vencer. A fome no mundo chega a níveis inimagináveis e não é possível que se conviva tanto desperdício.
                          Por isto defendo um programa de reaproveitamento de alimentos. O que se deve combater é a forma como está sendo feito o programa e não o programa em si. Neste ponto, cabe ao povo e às autoridades sanitárias, fiscais e outros fiscalizarem o programa para não permitir fraudes.
                           Esta ideia de que só porco recebe ração é uma ideia preconceituosa e tacanha. O que fazemos nós diariamente não é receber nossa ração diária? A dieta que se faz não é uma ração diária? O que comem os astronautas nas naves espaciais não é uma ração diária? 
                            Não se deve  deixar que a ideologia nos embote a razão. Sem razão não chegaremos a lugar nenhum, não seremos nem capazes de descobrir caminhos. Por isto, gente, calma, quanto à ração do homem. Combatamos a forma como ele está fazendo esta ração e nunca a ração em si. Racionalidade sempre.